Em terra firme, Craig ainda precisou caminhar por mais meia hora até receber ajuda.

Mergulhador nadou 7,5 quilômetros até encontrar-se em segurança Foto: Facebook/Reprodução

Quando o mergulhador John Craig, de 34 anos, avistou um tubarão e percebeu que seu barco não estava à vista decidiu nadar para fugir do predador. No total, ele relatou ter percorrido 7,5 quilômetros, durante cerca de três horas, até encontrar-se em segurança na costa da Austrália. Em terra firme, Craig ainda precisou caminhar por mais meia hora até receber ajuda.

O mergulhador contou que fugiu do que parecia ser um tubarão-tigre, com cerca de quatro metros de comprimento. Ele classificou a experiência — ocorrida na última sexta-feira — como aterrorizante

“Foi assustador. Eu pensei que seria devorado lá, no meio do nada. Esse tubarão simplesmente não me deixava em paz”, disse Craig à “BBC”. Ele disse que decidiu continuar nadando até a costa, pois não sabia mais onde estava o barco — que, segundo um amigo relatou após o episódio, havia tido problemas técnicos.

O britânico, que se mudou para a Austrália há dois anos, estava praticando pesca submarina quando notou a presença do tubarão, em Shark Bay, a cerca de 800 quilômetros de Perth, a capital do estado da Austrália Ocidental. Craig contou ter apontado sua lança para o predador, que nadava a seu redor.

“Ele estava extremamente perto e curioso e continuou se aproximando de mim por diferentes ângulos. Estava tentando descobrir o que eu era e se eu poderia fazer parte de seu cardápio”, afirmou Craig.

O mergulhador decidiu seguir em frente porque avistou ao longo um penhasco vermelho, que sabia pertencer ao “François Peron National Park”. Ele encontrou sua mulher em um dos barcos de resgate depois que recebeu ajuda no parque.

Fonte/Créditos: Extra