Crescimento será puxado pelo aumento do poder de consumo das famílias, o que deve elevar a rentabilidade da atividade leiteira

Foto: Reprodução Internet

Após cenário de preços baixos vivido pela indústria leiteira em 2017, o secretário-executivo do Sindicato da Indústria de Laticínio do RS (Sindilat), Darlan Palharini, prevê um cenário de retomada para o setor lácteo em 2018. “Esse crescimento será puxado pelo aumento do poder de consumo das famílias, o que deve elevar a rentabilidade da atividade leiteira para produtores e indústria”, disse, em comunicado.

Segundo o executivo, nos últimos meses, alguns fatores derrubaram os preços do leite a nível nacional, como por exemplo, o aumento de 11% na produção no país, enquanto o consumo recuou 4,9%.

De acordo com Palharini, a recuperação do preço do petróleo, a previsão de clima favorável e a provável recuperação das cotações do milho e da soja ajudarão a sustentar o crescimento no setor para o próximo ano.

Fonte/Créditos: Universo Agro